Não acredito em amor à primeira vista. Claro, já olhei para algumas pessoas e pensei: “Eu casaria com aquela pessoa”, mas no fundo eu sabia que era apenas atração física. Se o rosto fosse diferente ou o vestido fosse outro, o meu encanto acabaria. A pessoa certa não é aquela que tu olhas e dizes: “É ela!”. É preciso algo mais.

Colocar as expectativas de amor em alguém, sem antes ter passado por inúmeras situações com ela, é a forma mais fácil de quebrar o coração e a cara. É impossível saber se o abraço encaixa, o beijo completa e o olhar te compreende, sem ter experimentado.
A pessoa certa precisa de tempo para construir-se. Nem sempre é quem tu imaginas ou gostarias inicialmente. Às vezes, é onde menos se espera que o amor acontece.

A pessoa certa nem sempre é do jeito que tu sonhaste. É alguém imperfeito. A pessoa certa muitas vezes é errada, mas é quem insiste em estar ali do teu lado, se esforçando para fazer parte dos teus dias, tentando desvendar os teus medos e as tuas inseguranças. É quem faz questão de compartilhar o seu melhor contigo, todos os dias. Alguém real.

Num primeiro momento, ela pode não ser a pessoa mais bonita do mundo ou a mais agradável de todas, porque só conseguimos enxergar a verdadeira beleza de alguém depois que conhecemos as suas atitudes e o seu caráter. Convenhamos, não existe sensação melhor do que tu olhares ao teu lado e sentires que estás com a pessoa mais linda do universo.

É aquela que está ao teu lado quando tu precisas de um abraço e quem te escuta quando tu queres desabafar. É quem te doa o seu tempo e te dá a certeza de que tu podes morar no coração dela sem preocupações. A pessoa certa te dá as respostas, antes mesmo que surjam as perguntas.

Tu descobres essa pessoa quando deixas de idealizá-la. Tu encontras esta pessoa quando deixas de buscá-la. Pois a pessoa certa não é aquela que tu procuras, mas sim aquela que decide te encontrar.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Coração de Elástico
Coletânea de textos sobre sentimentos