Há pessoas que nos amam em nossa totalidade.

Que nos recebe com sinceros sorrisos e abraços.

Pessoas que compartilham nossos sentimentos, que gostam de frequentar os lugares que freqüentamos.

Pessoas que permanecerão para sempre em nossas vidas.

Há pessoas que não amam tudo sobre nós. Quem não nos aprecia, que até evita os lugares que frequentamos.

Pessoas que não nos recebem com entusiasmo, que não devolvem o que lhes damos. Pessoas que não nos amam.

Nossa vida é tão agitada, cheia de compromissos de trabalho que absorvem a maior parte do nosso dia, que o pouco tempo livre que resta não merece ser desperdiçado.

Gastar com as pessoas certas, com aqueles que apreciam, que nos amam e não podem nos tolerar sozinhos, é a única maneira de dar-lhe valor e significado.

Você não pode agradar a todos. E isso pode ser difícil de aceitar.

Aceite não ser apreciado.

Mas quando não há reciprocidade, os relacionamentos se tornam cansativos e frustrantes.

É inútil tentar levá-los para frente de qualquer maneira. Precisamos ter forças para fechá-los, para salvar nossa dignidade e respeito por nós mesmos.

É imperativo ir além do que não funciona, o que mortifica nosso valor. É imperativo demonstrar amor próprio.

Quando estamos cientes do que valorizamos e merecemos, torna-se muito mais fácil não se preocupar em agradar a todos.

Devemos amar a nós mesmos o suficiente para não aceitar a invisibilidade na vida dos outros, não para tentar permanecer a todo custo em lugares onde não somos amados.

A amizade não pode e não deve ser imposta.

Desnecessário esperar pelo amor daqueles que mal se lembram da nossa existência.

Eliminar tudo o que nos torna “invisíveis” nos torna mais reais, mais dispostos a reconhecer sentimentos sinceros e recíprocos.

Haverá aqueles que nos amarão em nossa totalidade.

Haverá aqueles que não nos amarão de maneira alguma.

Haverá pessoas que nos receberão com carinho e entusiasmo.

Haverá outros que dificilmente tolerarão nossa presença.

Enquanto mantivermos nossa dignidade e respeito por nós mesmos intactos, teremos as pessoas certas ao nosso lado.

Os únicos que irão enriquecer a nossa vida tornando-a melhor.

O sol que permanecerá para sempre.

Texto original Diorno D Giorno Traduzido por Coração de elástico

foto Kirill Balobanov

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Coração de Elástico
Coletânea de textos sobre sentimentos