O distanciamento emocional, aprender a lidar com desconfortos, ponderar escolhas, é um objetivo difícil de alcançar, mas necessário, quando por muito tempo, lidamos com situações complicadas, negativas e decepcionantes.

Aprender a manter uma distância emocional adequada requer tempo e exige experiência.

Desapego emocional significa ser capaz de ver a realidade das coisas com maior clareza, gerenciar situações que causam raiva, sem perder força e energia.

A clareza e a lucidez da ação são fundamentais, permitem-nos encontrar as melhores soluções, as respostas que procuramos, limitar as desilusões e permitir a coerência entre ações e emoções.

O que precisamos para nos tornarmos emocionalmente desapegados?

Não há ingredientes mágicos ou fórmulas, precisamos, como dissemos, de tempo e experiência. Além disso, fatores pessoais devem ser levados em conta, o tipo de relacionamento que exige, as circunstâncias.

Tomar distância de alguém que é muito importante para nós, é extremamente difícil. Há pessoas que gostamos tanto, que parece impossível nos afastar delas.

Mas às vezes é necessário fazê-lo, fisicamente ou pelo menos mentalmente, pelo nosso bem-estar psicológico, pela negatividade da situação, para não nos derrubar.

Para entender melhor o que estamos dizendo, tomaremos como exemplo um semáforo e suas três cores: vermelho, amarelo e verde.

Quando sofremos uma afronta, o semáforo certamente será amarelo: estamos surpresos e chocados. Alguns segundos depois, o vermelho decola: a raiva toma conta, a dor nos deixa cegos pelas emoções. Nesse momento, evitamos tomar decisões ou fazer escolhas. Esperamos que você atire no verde.

Quando somos dominados pelas emoções mais violentas, que são de raiva, mas também de alegria, damos-lhes tempo para se acalmar, para temperar o ardor, antes de tomar decisões importantes ou drásticas.

Se o que você sente é a necessidade de gritar sua raiva e tudo que você pensa dessa pessoa, pare, vá passear, ouça música, adie o momento de um confronto definitivo.

Distanciar-se, mesmo que momentaneamente, servirá para fazer você entender a real importância das coisas, não ampliada pela decepção e pela raiva.

Ser capaz de controlar as emoções é possível, como acontece com todos os outros ofícios e habilidades, você aprende com o tempo e o exercício.

Quando você pode colocar uma distância emocional entre você e o que aconteceu, você pode ouvir a sua voz interior que irá sugerir a escolha certa a fazer, sem ser influenciado.

As intuições, livres de emoções temporárias, são sempre as certas, porque são baseadas exclusivamente em sentimentos.

Com o distanciamento emocional, seremos capazes de entender se essa situação específica merece uma escolha drástica, ou se ela pode ser ignorada e arquivada.

É importante para nós mesmos, mas também para aqueles que moram na casa ao lado, que não sejam cegados pela passagem de emoções.

Ter sucesso em nós mesmos significa evitar tomar decisões que podemos nos arrepender no futuro.

Texto originalmente publicado no Diorno D Giorno traduzido pela Revista Coração de elástico

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Coração de Elástico
Coletânea de textos sobre sentimentos